terça-feira, 17 de outubro de 2017

Newsletter Biblioteca a (va)Ler nº106 | Biblioteca Municipal Ferreira de Castro

Um escritor apresenta-se… Marine Antunes - «Cancro com Humor 2 - é possível ser feliz no caos»
19 outubro 2017 | 21h15 | Entrada livre
newsletter bmfcSob a temática “Um escritor apresenta-se…” na qual se pretende dar a conhecer escritores/as, as suas obras e a evolução das suas escritas, a escritora Marine Antunes apresenta o seu livro «Cancro com Humor 2 - é possível ser feliz no caos», um livro com prefácio de Júlio Magalhães.
Esta iniciativa decorre de uma parceria com o ‘Projeto TIME - Programa CLDS 3G’, cuja finalidade visa a promoção a inclusão social dos cidadãos através variadas ações.

Marine Antunes tem 27 anos e lança agora o seu segundo livro - «Cancro com Humor 2 - é possível ser feliz no caos». Autora do projeto Cancro com Humor criado em 2013, utiliza o humor e a comunicação para falar de cancro sem tabus, sem medos, sem sussurros. Sobrevivente do cancro e da perda por culpa do cancro, Marine defende que o humor desmistifica e, sobretudo, torna tudo mais fácil.

Às quartas com… Luís Campos e Cunha no Ciclo de Conferências Rotary Club de Oliveira de Azeméis
26 outubro 2017 | 21h30 | Entrada livre
newsletter bmfcLuís Campos e Cunha é o convidado da próxima conferência do ciclo de conferências “Às quartas com…” organizado pelo Rotary Clube de Oliveira de Azeméis, em parceria com a biblioteca municipal e com entrada livre.
O tema em análise nesta conferência é “Reforma do Sistema Político”.

Luís Campos e Cunha é Professor Catedrático na Universidade Nova de Lisboa e Administrador do banco Santander Totta.
Doutoramento em Economia, Columbia University (1985), Licenciado em Economia, UCP (1977).
Ministro de Estado e Ministro das Finanças do XVII Governo Constitucional (2005), Vice-Governador do banco de Portugal (1996-2002). Foi diretor da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa.
Docente na Universidade Católica Portuguesa e Professor Catedrático na Universidade Nova de Lisboa (desde 1985).
Grã-Cruz da Ordem do Infante, 2016.

XVIII Concurso de Poesia Agostinho Gomes – Cerimónia de Entrega de Prémios
27 outubro 2017 | 21h30 | Entrada livre
newsletter bmfcCerimónia de encerramento e entrega dos prémios do XVIII Concurso de Poesia Agostinho Gomes.
Este concurso, promovido pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, através da Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, em parceria com a Junta de Freguesia da Vila de Cucujães e o Núcleo de Atletismo de Cucujães, tem como objetivo estimular a produção de originais de poesia e simultaneamente homenagear o poeta Agostinho Gomes, um grande vulto da poesia do município, natural da freguesia de Cucujães.

10.º Aniversário da Biblioteca Municipal Ferreira de Castro
16 dezembro 2017 | Vários horários | Entrada livre
newsletter bmfcNo dia 14 de dezembro, a Biblioteca Municipal Ferreira de Castro comemora o seu 10.º aniversário e, para celebrar esta data, no dia 16 de dezembro, vai organizar um programa com diversas atividades em torno do livro e da leitura, direcionadas para todos os públicos.
Contamos com a sua presença para apagar das velas do bolo de aniversário e festejar esta data tão especial!

Aconteceu...    

Um escritor apresenta-se… Júlio Oliveira - «Um balão ao vento, nada e pequenas coisas»
newsletter bmfcNo passado dia 22 de setembro, sob a temática “Um escritor apresenta-se…”, na qual se pretende dar a conhecer escritores/as, as suas obras e a evolução das suas escritas, o escritor Júlio Oliveira apresentou ao público oliveirense o livro «Um balão ao vento, nada e pequenas coisas».
Publicada pela Chiado Editora, esta obra foi apresentada na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro pelo Professor Manuel Paiva, amigo do escritor.
Para animar este serão, o dueto Ana Margarida, no violino, e Edgar Perestrelo, na viola, proporcionaram ao público presente momentos interlúdicos musicais.

Acontece...    

Leituras sobre… Violência: … nem com uma flor!
novembro 2017 | Horário da BMFC | Entrada livre
newsletter bmfcPara assinalar o Dia Mundial para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro), está patente ao público, no átrio da biblioteca municipal, a exposição do Ciclo de Exposições Documentais Temáticas Leituras sobre… «Violência: … nem com uma flor!».
A violência doméstica, nomeadamente a violência contra as mulheres, é o tema desta exposição que pode ser visitada durante do mês de novembro e que visa a divulgação do acervo documental da biblioteca sobre esta temática.
Em 1999, as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, passando a ser celebrado neste dia pelo mundo. Esta data está relacionada com a homenagem a Tereza, Mirabal-Patrícia e Minerva, presas, torturadas e assassinadas em 1960, a mando do ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.

Biblioteca do Anis Estrelado e Biblio.Juv - Exposições Documentais
novembro 2017 | Horário da BMFC | Entrada livre
Está patente ao público, na Secção Infantojuvenil, uma seleção de documentos para empréstimo e leitura em família.
A exposição documental referente à Biblioteca do Anis Estrelado aborda a temática ‘Afetos: Sou feliz’ e a exposição Biblio.Juv tem como tema ‘Ciência: Com a cabeça no espaço’.

Concurso de Presépios 2017
até 05 dezembro 2017 | Horário da BMFC | Entrega de trabalhos
newsletter bmfcNo sentido de fomentar o espírito natalício, a biblioteca municipal promove a décima edição do Concurso de Presépios.
A iniciativa, que contempla as categorias infantil, juvenil e adulto/sénior, tem como objetivo reunir e, mais tarde, eleger os melhores trabalhos resultantes da votação, quer do júri quer dos leitores da biblioteca municipal, e é dirigida a todas as pessoas que concorram em grupo institucional.

Categoria A (INFANTIL)
- Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico da Rede Educativa Pública; - Escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico da Rede Educativa Privada.
Categoria B (JUVENIL)
- Escolas do 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico; - Escolas Secundárias; - Associações Juvenis.
Categoria C (ADULTOS / SÉNIOR)
- Instituições Particulares de Solidariedade Social com valência de idosos/as; - Escolas do Ensino Superior; - Universidade Sénior; - Associações e Coletividades; - Centros de Convívio; - Clubes Seniores; - Lares.
Participe e entregue o seu presépio entre os dias 02 de novembro e 05 de dezembro de 2017.
Conheça aqui os trabalhos das edições anteriores.
As normas de participação podem ser consultadas aqui.

Viagens do Dr. Marcolino | Animação da Leitura do Bibliomóvel
07, 09, 14, 16, 21, 23, 28, 30 novembro 2017 | Horários Bibliomóvel Animação da Leitura
newsletter bmfcEste mês, é a vez do Dr. Marcolino ‘viajar’ com o Bibliomóvel e a fazer a delícia dos participantes que aguardam a sua chegada.
No mês de novembro, o tema da atividade é o Cinema, pelo que, a animadora do Bibliomóvel vai dinamizar a atividade ‘3...2...1...acção’.


Bibliomóvel - Biblioteca Itinerante
novembro 2017
newsletter bmfcO serviço de leitura itinerante «Bibliomóvel» continua a percorrer os ‘caminhos’ de Oliveira de Azeméis e a encantar os/as seus/suas leitores/as.
Este serviço totalmente gratuito, faculta o empréstimo de documentos (livros, vídeos, revistas, etc.) aos/às munícipes mais distantes do município de Oliveira de Azeméis.
Desta forma pretende-se combater a iliteracia através da criação de hábitos de leitura, de aprendizagem e de utilização das bibliotecas.

Às quartas com… Ciclo de Conferências Rotary Club de Oliveira de Azeméis
15 novembro 2017 | 21h30 | Entrada livre
newsletter bmfcNo dia 15 de novembro vai realizar-se uma nova conferência do ciclo de conferências “ Às quartas com…” organizado pelo Rotary Clube de Oliveira de Azeméis, em parceria com a biblioteca municipal e com entrada livre.

Um escritor apresenta-se… Henrique Pereira - «Não era uma vez… nem duas, nem três!»
18 novembro 2017 | 15h30 | Entrada livre
newsletter bmfcSob a temática “Um escritor apresenta-se…” na qual se pretende dar a conhecer escritores/as, as suas obras e a evolução das suas escritas, o escritor Henrique Pereira vai apresentar o seu novo livro infantil «Não era uma vez… nem duas, nem três!», uma publicação da Edições Livro Directo, com ilustrações de Alexandra Gonçalves.
Paralelamente à apresentação, vai estar patente ao público uma exposição de ilustrações originais e vai ser realizado um atelier para crianças.
Henrique Pereira já apresentou na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro os livros «Balbúrdia no Lar» no dia 16 de dezembro de 2011, «Bigas» no dia 15 de fevereiro de 2014, «Não era uma vez…» no dia 26 de setembro de 2015 e «O burro sou eu?» no dia 22 abril 2017.

Visitas a (va)Ler
Terça a sexta-feira | 10h30 às 12h00 | Inscrição prévia gratuita
newsletter bmfcNo sentido de interagir com a comunidade, a Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, através do Núcleo de Visitas, desenvolve um programa pedagógico de visitas guiadas aos seus espaços e serviços.
O programa de visitas oferece à comunidade dois temas de visitas guiadas: a biblioteca e o livro. As ações pedagógicas desenvolvidas durante as visitas adequam-se às necessidades específicas de cada grupo e pretende-se dar a compreender e a descobrir as fases de tratamento de um documento até que chega à estante.
O Núcleo de Visitas também presta apoio técnico e informativo a instituições diversas para a concretização de projetos, desde que enquadrados no seu âmbito científico, disponibilizando para esse fim os seus recursos.
Inscreva-se e conheça os recantos da sua biblioteca!


Novidades e sugestões de leitura - novembro    

newsletter bmfcTítulo: Queridos avós: o papel dos avós na vida dos netos de (A a Z)
Autor: Pedro Strecht
Assunto: Psicologia
Cota: FG 159.9 STRE-P. que

"Queridos Avós é um livro especial porque se centra nos avós. Sim, no papel cada vez mais importante que as avós e os avôs têm no crescimento dos netos. Porque a sua presença na vida dos netos e netas é cada vez mais regular e necessária. Ajudam os pais, demasiado ocupados, cansados ou com pouco tempo disponível. Reforçam o papel da família quando esta se rompe ou reconstrói com mais facilidade. Oferecem-se como modelos, contam histórias de vida diferentes, gostam de fazer jogos engraçados, fazem programas que os pais não querem ou não podem fazer com os filhos. Preenchem o tempo livre e evitam a solidão ou o desamparo emocional. Têm paciência para ajudar a estudar, capacidade para levar a passear, a disponibilidade sincera para… ouvir. Porque os avós querem e gostam de estar ativos na vida dos netos. Porque ter alguma idade não representa velhice ou inutilidade; pelo contrário, é habitualmente sinónimo de experiência, disponibilidade, sabedoria."
Texto extraído da sinopse da obra "Queridos avós"

newsletter bmfcTítulo: Clínica da infância: conselhos práticos de psicologia infantil
Autor: Teresa Paula Marques
Assunto: Psicologia
Cota: FG 159.9 MARQ-T. cli

"Educar não é uma tarefa fácil, ajudar a crescer também não. Por isso é cada vez mais importante para os educadores poderem contar com uma ajuda profissional. Numa linguagem acessível, a autora, psicóloga clínica que trabalha há mais de uma década na área do comportamento infantil e juvenil, expõe-nos problemas do dia-a-dia que habitualmente surgem em casa ou na escola e sugere modos para os ultrapassar."
Texto extraído da sinopse da obra "Clínica da infância"

newsletter bmfcTítulo: A gorda
Autor: Isabela Figueiredo
Assunto: Literatura portuguesa -- romance
Cota: FG LP(R) FIGU-I. gor

"Maria Luísa, a menina gorda, que se vê a si própria como horrivelmente gorda, e cuja vida é fortemente condicionada por este sentimento.
Mas Maria Luísa tem também outro traço de caráter muito importante: está cá para viver a sua vida, não se deixa abater, e não soçobra.
Sofre humilhações, desgostos de amor, traições, a morte do pai e da mãe, mas não soçobra. Nunca."
Texto extraído da sinopse da obra "A gorda".

newsletter bmfcTítulo: As raparigas esquecidas
Autor: Sara Blaedel
Assunto: Literatura estrangeira -- romance policial
Cota: FG LE(RP) BLAE-S. rap

"Numa floresta da Dinamarca, um guarda-florestal encontra o corpo de uma mulher. Marcada por uma cicatriz no rosto, a sua identificação deveria ser fácil, mas ninguém comunicou o seu desaparecimento e não existem registos acerca desta mulher.
Passam-se quatro dias e a agente da polícia Louise Rick, chefe do Departamento de Pessoas Desaparecidas, continua sem qualquer pista. É então que decide publicar uma fotografia da misteriosa mulher. Os resultados não tardam. Agnete Eskildsen telefona para Louise afirmando reconhecer a mulher da fotografia, identificando-a como sendo Lisemette, uma das «raparigas esquecidas» de Eliselund, antiga instituição estatal para doentes mentais onde trabalhara anos antes.
Mas, quando Louise consulta os arquivos de Eliselund, descobre segredos terríveis, e a investigação ganha contornos perturbadores à medida que novos crimes são cometidos na mesma floresta."
Texto extraído da sinopse da obra "As raparigas esquecidas"

newsletter bmfcTítulo: Escrito na água
Autor: Paula Hawkins
Assunto: Literatura estrangeira -- romance policial
Cota: FG LE(RP) HAWK-P. esc

"Nel vivia obcecada com as mortes no rio. O rio que atravessava aquela vila já levara a vida a demasiadas mulheres ao longo dos tempos, incluindo, recentemente, a melhor amiga da sua filha. Desde então, Nel vivia ainda mais determinada a encontrar respostas.
Agora, é ela que aparece morta. Sem vestígios de crime, tudo aponta para que Nel se tenha suicidado no rio. Mas poucos dias antes da sua morte, ela deixara uma mensagem à irmã, Jules, num tom de voz urgente e assustado. Estaria Nel a temer pela sua vida?
Que segredos escondem aquelas águas? Para descobrir a verdade, Jules ver-se-á forçada a enfrentar recordações e medos terríveis há muito submersos naquele rio de águas calmas, que a morte da irmã vem trazer à superfície."
Texto extraído da sinopse da obra "Escrito na água"

newsletter bmfcTítulo: D. Teresa: uma mulher que não abriu mão do poder
Autor: Isabel Stilwell
Assunto: Literatura portuguesa -- romance histórico
Cota: FG LP(RH) STIL-I. dte

"Esta é a história de Teresa, uma mulher de armas, à frente do seu tempo, que governou num mundo de homens e de conspirações.
Filha de Ximena Moniz do Bierzo, de quem herdou os olhos verdes e a astúcia, e de Afonso VI de Leão e Castela. Viúva aos 25 anos do Conde D. Henrique de Borgonha regeu com pulso de ferro o que era seu por direito. Em 1116, o Papa Pascoal II reconhecia-a como Rainha.
Pelo Condado Portucalense confrontou a meia-irmã e rival Rainha Urraca de Castela, o pai, a igreja Católica, os nobres portucalenses e até mesmo o seu próprio filho D. Afonso Henriques, na lendária Batalha de São Mamede. Trinta e três anos depois de ter chegado ao condado, via-se obrigada a fugir, derrotada e traída. Restava-lhe o consolo de ter a seu lado o seu amado, Fernão Peres de Trava, e a certeza de que Alberto, seu fiel amigo, escreveria, com verdade, a sua história."
Texto extraído da sinopse da obra "D. Teresa"

newsletter bmfcTítulo: Uma visão de Oliveira de Azeméis
Autor: Joaquim Jorge
Assunto: História
Cota: FL 93 JORG-J. vis

"Este livro é uma visão subjetiva e comprometida do passado, do presente e do futuro de Oliveira de Azeméis. Se o passado tem várias leituras, a forma de o ver é plural; se o presente é complexo, a visão sobre o mesmo mostra multidimensional; se o futuro tem um elevado grau de incerteza, as dúvidas justificam-se."
Texto extraído da sinopse da obra "Uma visão de Oliveira de Azeméis"
Obra oferecida à Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, onde teve apresentação.

newsletter bmfcTítulo: Madaíl, S. Mamede: no passado e no presente
Autor: M. Antonino Fernandes e Paulo Reis
Assunto: História
Cota: FL 93 FERN-M. mad

"Pequena em área e população, MADAÍL é grande no muito que tem para nos contar. Grande, não em feitos façanhudos ou páginas douradas de história, mas em laudas inéditas de cartulários, códices, codicilos, registos matriciais e paroquiais, salvaguardados em escaninhos privados e em cartórios monásticos de arquivos e bibliotecas nacionais e regionais, como se poderá ver em Provas Documentais.
Em todas elas, divisa-se o típico nome desta freguesia e o de seus naturais, todos gente honrada e hospitaleira, mas simples e sem grandes ambições, como S. Mamede, que foi pastor e que eles escolheram, para seu santo padroeiro."
Texto extraído da sinopse da obra "Madaíl, S. Mamede: no passado e no presente"
Obra oferecida à Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, onde teve apresentação no dia 09 de setembro de 2017.

newsletter bmfcTítulo: Memórias de OAZ
Autor: António Manuel Lima... [e tal.]
Assunto: História
Cota: FL 93 mem

"No âmbito do Plano Municipal da Cultura do Município de Oliveira de Azeméis, a autarquia apresentou aos oliveirenses o projeto Memórias de OAZ, que inclui um livro com a história e o património do concelho, sendo que esta informação está também disponível numa plataforma eletrónica no endereço www.memorias.cm-oaz.pt. Contudo, a informação a nível digital pode ser regularmente atualizada, envolvendo, assim, a população que pode contribuir com o envio de informações e documentos relativos a bens patrimoniais que ainda não estejam ali referenciados."
CATELAS, Ana – História e património do concelho reunidos em livro. Correio de Azeméis. Nº 4726 (2017) p. 12.
Obra oferecida à Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, onde teve apresentação.

newsletter bmfcTítulo: A girafa que comia estrelas
Autor: José Eduardo Agualusa
Assunto: Literatura estrangeira -- estórias para ler e contar
Cota: FI LE(LC) AGUA-J. gir

"História infantil sobre a amizade de uma girafa, que andava sempre com a cabeça nas nuvens, e uma galinha-do-mato, com a cabeça cheia de frases feitas."
Texto extraído da sinopse da obra "A girafa que comia estrelas"

newsletter bmfcTítulo: De que cor é um beijinho?
Autor: Rocio Bonilla
Assunto: Literatura estrangeira -- estórias para ler e contar
Cota: FI LE(LC) BONI-R. deq

"Ao longo das páginas, Mónica vai tentar descobrir e fazer divertidas associações nas quais todas as crianças se poderão rever."
Texto extraído da sinopse da obra "De que cor é um beijinho?"

newsletter bmfcTítulo: O lobo que queria ter uma namorada
Autor: Orianne Lallemand
Assunto: Literatura estrangeira -- estórias para ler e contar
Cota: FI LE(LC) LALL-O. lob

"O lobo decide que tem de encontrar uma namorada para pôr fim à sua solidão. Mas como sabe ele que encontrou o verdadeiro amor da sua vida? O seu coração vai dar-lhe resposta nas páginas deste divertido livro!"
Texto extraído da sinopse da obra "O lobo que queria ter uma namorada"

Autor do mês - novembro    

newsletter bmfc
Albert Camus nasceu em Mandovi, Argélia, a 7 de novembro de 1913 e faleceu em Villeblevin em França, a 4 de janeiro de 1960.
Filho de um jornaleiro meio argelino, meio francês, e de uma carroceira espanhola analfabeta, cedo se revelou um estudante exemplar ao receber, em 1924, uma bolsa de estudos para o Liceu de Argel. Aí permaneceu até 1932, fazendo parte das atividades atléticas escolares, que acabou por interromper ao contrair tuberculose inócua que lhe deixou mazelas para toda a vida.
A partir de 1935 ocupou vários postos de trabalho na capital e, depois de se filiar no Partido Comunista, conseguiu licenciar-se em Filosofia pela Universidade de Argel, em 1936. Partiu então pela primeira vez rumo à Europa, na esperança de melhorar a sua condição pulmonar.
Em 1937 publicou o seu primeiro livro, uma coletânea de ensaios com o título L’Envers Te L’Endroit (O Avesso e o Direito). No ano seguinte passou a trabalhar como jornalista no Alger Républicain, chegando a fazer uma reportagem detalhada sobre a condição dos muçulmanos da região de Cábila, que lhe valeu as atenções do público e das autoridades governamentais.
Com a deflagração da Segunda Guerra Mundial juntou-se ao movimento da Resistência Francesa e, em 1942, publicou um dos seus romances mais conhecidos, L’Étranger (O Estrangeiro), obra que havia começado a compor na Argélia antes do começo da guerra, e que dava início ao estudo do absurdo, constante no seu trabalho, e que representava a prova aparente, segundo Camus, da não existência de Deus. Também em 1942 apareceu o ensaio filosófico Le Mythe de Sisyphe: Essa Sur L’Absurde (O Mito de Sísifo), em que juntava o conceito do suicídio ao marasmo do absurdo (termo que havia de caracterizar a problemática existencial de toda uma geração de autores e pensadores) da vida.
Em 1943, juntamente com Jean-Paul Sartre, fundou o jornal de esquerda Combat, de que foi editor até 1947, ano em que publicou o seu terceiro romance, com o título La Peste (A Peste), uma alegoria à ocupação da França pelos Nacional-Socialistas em que os comportamentos humanos em situações extremas são cuidadosamente analisados. Rompendo pouco tempo depois com Jean-Paul Sartre, líder da corrente existencialista, Camus publicou L’Homme Revolté (1951, O Homem Revoltado), coletânea de ensaios dedicados à génese histórica do Ateísmo. La Chute (1956, A Queda) retoma pela narrativa a problemática da justiça humana, sempre em torno da célebre frase de Dostoievski: "Se Deus não existisse, tudo seria permitido".
Galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 1957, Albert Camus faleceu prematuramente, a 4 de janeiro de 1960, num acidente de viação ocorrido nas cercanias de Sens, em França.

Albert Camus Society - http://www.camus-society.com/index.html

Sem comentários:

Tertúlia literária Eugénio de Andrade

No próximo domingo, dia 10 de Junho, a Biblioteca Municipal  Manuel de Boaventura, Esposende,  promove a tertúlia literária Eugénio de Andr...